blogs SAPO

.Mais sobre mim

.subscrever feeds

.Pesquisar neste blog

 
Terça-feira, 17 de Abril de 2012

Jorge Jesus, que futuro?

 A um mês do fim da época 2011/2012 de futebol, a continuidade, ou não de Jorge Jesus no comando técnico do Benfica na próxima época é já um tema que alimenta diáriamente a imprensa desportiva.

 A quatro jornadas do fim do campeonato, e com quatro pontos de atraso relativamento ao Porto, a conquista do campeonato por parte das águias é quase uma miragem. Sendo assim, o saldo de Jesus nesta época pode se resumir, a uma eliminação precoce da Taça de Portugal, quartos da Champions, uma Taça da Liga conquistada, e um possivel segundo, ou terceiro lugar no campeonato na pior da hipóteses, será suficiente para ele se manter no leme do Benfica?

 Luís filipe Vieira, que já há muito vem lançando as bases da sua nova recandidatura, disse recentemente aos media, que Jorge Jesus tem mais um ano de contrato, e só não o cumprirá se morrer, mas as palavras dos dirigentes no futebol são como as dos políticos, não valem nada, portanto a novela está para ficar até ao fim do campeonato.

 Se houver muita contestação a Jesus, o presidente do Benfica não arriscará a sua reeleição e irá depositar as culpas no treinador português, fazendo rolar a sua cabeça, quando é altura de se encontrar um culpado dos insucessos desportivos, o treinador é sempre o alvo mais fácil, e assim muitos treinadores de qualidade são despedidos, e muitos dirigentes imcompetentes salvam os seus lugares.

 Ao contrário de Inglaterra onde bastantes clubes trabalham sobre projectos de média e longa duração, em Portugal impera os projectos a curto prazo, um clube é dirigido a pensar no sucesso desportivo imediato, só assim os dirigentes podem segurar as suas presidências, e como nem todos podem ganhar, assistimos à dança de treinadores todas as épocas.

 

 Na minha opinião, Jorge Jesus será despedido se houver muita contestação da massa associativa, se houver tal pressão sobre os dirigentes benfiquistas, o desfecho é quase certo, se tal caso não suceda, é bem possível que haja a continuidade do treinador. Ainda não se viram lenços brancos na luz, o que significa que a maioria dos adeptos ainda está com o treinador, o tribunal da luz é o juiz supremo.

 Jorge Jesus quando chegou ao Benfica, não encontrou uma estrutura forte e consolidada como existe no Porto, aos poucos o Benfica tem vindo a trabalhar no fortalecimento da estrutura, mas ainda assim foi campeão, e com mérito.

 Com Jesus a equipa apresenta um futebol à Benfica, atacante, pressionante, tácticamente organizado e interligado, há muito que não se via um futebol assim na luz.

 Jesus voltou a trazer enchentes à Luz, é um treinador à Benfica, interventivo, exigente, apaixonado, a equipa pode perder, mas deixa tudo em campo.

  É um excelente treinador a trabalhar jogadores e a potenciar as qualidades dos mesmos, inventou Fábio Coentrão, e ao potenciar jogadores como Di Maria, Ramires, David Luiz, permitiu ao Benfica encaixar dezenas de milhões nas suas transferências, algo que não acontecia antes de Jesus chegar ao Glorioso.

 No plano interno a equipa voltou a ser estável e a conseguir ombrear com o Porto, algo que só acontecia esporádicamente, e na Europa, fruto das boas campanhas europeias, o nome Benfica voltou a ser falado e respeitado.

 Não chega dizem muitos, mas antes de Jorge Jesus como era? O Benfica conseguia apresentar um futebol de qualidade? Conseguia andar ombro a ombro com o Porto? Conseguia chegar às meias da Liga Europa ou aos quartos da Champions? É preciso recuar muitos anos não é? E conseguia valorizar jogadores e vender ao preço que hoje vende? E o estádio enchia contra as equipas pequenas? Havia a mística benfiquista? Não, não havia nada disto, infelizmente as pessoas sofrem de falta de memória neste país, ou muitos não têm sequer capacidade para se aperceberem do que foi feito nestes três anos com Jesus.

 Jorge Jesus tem defeitos? Claro que sim, você e eu também os temos, todos os treinadores têm qualidades e defeitos. É criticado por ser teimoso, ou por inventar, e até é criticado por dar pontapés na gramática, enfim tudo serve para deitar abaixo o homem.

 Jorge Jesus cometeu erros, quem não os comete, a sua teimosia em tentar trabalhar e evoluir jogadores sem perfil psicológico e técnico para o Benfica, como Roberto e Emerson, custaram pontos ao clube e muita critica ao treinador. Os jogadores não podem dizer que não é um treinador que os defenda, que não confie neles, em alguns confiou até demais, um treinador tem de cultivar confiança na equipa e nos seus jogadores, ele errou, mas fê-lo.

 É criticado que por vezes inventa nas formações da equipa, que este e aquele fica no banco, em vez de estar a titular...dou-lhe todo o benefício da dúvida, todos somos treinadores de sofá, e muitos acham que sabem mais que o tipo que convive todos os dias com os jogadores, que conhece o moral dos mesmos, a condição física, que estuda a equipa contrária, que percebe de tácticas que vão álem do Football Manager...tirem o curso de treinador, assim aprendem coisas que julgavam saber e sentem o vosso próprio veneno.

 O Futebol não é uma ciência exacta, há imprevistos a cada minuto, há erros a cada minuto, é um jogo que se baseia em constantes decisões pessoais que no todo  contribuem para o colectivo, é impossível de prever  num jogo se tudo correrá como planeado, ou não, as escolhas do treinador são baseadas na aposta humana, e os humanos erram, levando a que as ideias do treinador se tornem erradas no final. Se não houvesse erros no futebol, se fosse perfeito...que piada teria?

 Este ano Jorge Jesus não conseguiu exprimir em resultados e na classificação todo o trabalho que veio sendo feito no Seixal, ora porque tem o Porto forte, como sempre, ora porque o árbitro não viu um fora de jogo ali que resultou em golo da equipa adversária e consequente derrota do Benfica, ou um penalty acolá não marcado a favor das águias e marcado ao adversário, ou porque um jogador ou outro falhou golos de baliza aberta e tal não deu a vitória à equipa, ou porque a bola bateu na barra...tudo isto também é culpa do treinador?

 Jorge Jesus é um grande treinador aqui e em qualquer lugar do mundo, bom tácticamente, lê bem o jogo, bom a evoluir e a "espremer" os jogadores, bom a valorizar jogadores e a gerar receitas para o clube, e hoje em dia o dinheiro é o mais importante no mundo do futebol, o Benfica para sobreviver precisa de gerar receitas, e Jesus é um treinador que ajuda muito nesse campo.

 

  Pinto da Costa não costuma adormecer, e há dois anos após Jesus ser campeão no Benfica, tentou "roubá-lo" do clube encarnado, é públicamente conhecida a sua admiração pelo técnico benfiquista, e se o mesmo for despedido, muitos irão esfregar as mãos de alegria, irá Pinto da Costa perder esta oportunidade de espetar mais uma facada no eterno rival? Dúvido...

 O problema do Benfica não é o treinador, é preciso estabilidade, corrigir o que correu mal, e continuar a trabalhar no projecto, os frutos certamente irão aparecer, o que não se pode fazer é voltar a cometer os erros do passado, gerando instabilidade no clube, trocando todos os anos de treinador, vendendo meia equipa e comprando mais outra a cada época, isso aconteceu e não foi há muito tempo, resultou?

 A impaciência é má conselheira, e para os adeptos impacientes pergunto se vão ao estádio? Se pagam as quotas, se compram a camisola do clube? Querem vitórias? Então ajudem o clube financeiramente, porque hoje em dia no futebol os títulos custam muitos milhões e se não ajudam o clube então que direito têm de protestar contra quem quer que seja, ou contra o que seja no clube!?

 Um verdadeiro benfiquista apoia o clube nas vitórias e sobretudo nas derrotas.

 

Publicado por Miguel às 15:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. O campeonato da farsa

. A crise também já chegou ...

. Jorge Jesus, que futuro?

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Tags

. todas as tags