blogs SAPO

.Mais sobre mim

.subscrever feeds

.Pesquisar neste blog

 
Terça-feira, 21 de Agosto de 2012

Pingo doce, de volta às notícias


 

A cadeia de supermercados Pingo Doce volta a estar no centro das atenções, desta vez está o facto de a partir do próximo dia 1, não ser mais possível efectuar pagamentos através de cartões de crédito ou multibanco, em compras inferiores a 20 euros, desta forma a empresa espera poupar cerca de 5 milhões de euros por ano.

É certo que a UNICRE e a SIBS cobram taxas elevadas sobre uma venda, e se todos os comerciantes seguirem esta atitude do Pingo Doce, pode obrigar à descida dos valores dessas taxas, a renegociação dos valores poder ser um dos factos que levou esta cadeia de supermercados a ter esta decisão.

Mas também é certo que numa altura em que a taxa de criminalidade dispara em Portugal, esta é uma boa notícia para os ladrões, pois as pessoas levarão dinheiro vivo nas suas carteiras, espera-se então mais roubos e assaltos.

O dinheiro em "plástico" é o futuro, é mais seguro, cómodo e higiénico, limitar o uso desta forma de pagamento é um retrocesso social, e a ânsia do lucro, a ganância dos capitalistas não pode estar acima dos interesses sociais.

O retorno do porta moedas multibanco pode ser uma solução agradável para ambas as partes, comerciantes e consumidores, pois trata-se de um meio de pagamento via multibanco destinado a pequenas somas monetárias e com taxas mais reduzidas para os comerciantes.

Cabe a si penalizar o Pingo Doce ou não, pois pensou no aumento dos seus já elevados lucros, e não na sua comunidade e segurança, a decisão é sua!
Publicado por Miguel às 14:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 3 de Maio de 2012

Pingo doce, Vilão ou heroí?

No passado dia 1 de Maio, o Pingo Doce  fez uma promoção, que consistia em que compras de valor superior a 100 euros, tinham na hora um desconto de 50%, no preço final.

 Milhares de portugueses correram às lojas do grupo Jerónimo Martins, prateleiras vazias em minutos, violência entre clientes, e lojas a fechar poucas horas depois de abrir, para tentar repor stock´s, ou devido a confrontos, um completo caos. Quem não sabia desta promoção, ao deparar-se com filas enormes para entrar nas lojas, e pancadaria entre clientes, teria julgado que estaríamos a entrar em guerra.

 
 

 Numa altura em que milhares de portugueses passam já fome, depois de terem perdido o emprego, e entregue a casa ao banco, esta campanha foi um balão de oxigénio para essas pessoas, que pelo menos durante umas semanas irão se alimentar a si e aos seus filhos. Há que entender a atitude destas pessoas, e respeitar, qualquer que seja a luta que se trave, é muito difícil, faze-la de barriga vazia.

 Campanhas deste tipo são sempre bem vindas, especialmente em tempo de crise, mas não terá sido um aproveitamento do clima de precariedade económica? 

 Porquê no dia 1 de Maio, dia do trabalhador?

 Estou curioso por saber se esta cadeia irá repetir esta campanha, ou será que só a voltaremos a ver daqui a um ano? Se assim for teremos a resposta, das anteriores perguntas.

 Quando a politica actual extermina um após outro, os direitos do trabalhadores, em nome da crise da ganância capitalista, não terá sido este acontecimento, mais um ataque aos trabalhadores e seus direitos? Não terá sido o povo, a sua ganância e a sua fome, a arma de arremesso? Terá sido uma resposta aos sindicatos e aos apelos para as pessoas não se deslocarem às cadeias de grande distribuição  no dia 1 de Maio?

 Hoje os portugueses têm a despensa cheia, mas não terá sido um presente envenenado?

 O povo exige direitos, mas não luta, deixa para os outros resolverem os problemas, tal como no 25 de Abril, poucas dezenas fizeram a revolução, milhares esconderam-se em casa, e só se juntaram à revolução quando tiveram a certeza que estava a resultar.

 Quando se lamentarem da perda de direitos, lembrem-se do que fizeram neste 1º de Maio.

 Não seremos um povo, pouco solidário, e não existirá uma enorme falta de cidadania entre nós, e uma ainda maior miséria moral?

 Quando se soube, no dia anterior que trabalhadores destas cadeias de distribuição, estavam a ser chantageados, para irem trabalhar, o povo responde desta forma, a esses mesmos trabalhadores, e aos seus direitos. Pergunto se as pessoas que foram às compras, estivessem na posição desses trabalhadores se gostavam? Provavelmente estariam indignadas por serem obrigadas a trabalhar, não faças aos outros o que não gostavam que te fizessem a ti...

 Terá o Pingo Doce feito dumping? É ilegal como sabemos e segundo as últimas notícias a ASAE, confirmou que sim, mas a multa é pequena claro...

 O Pingo Doce diz que não houve ilegalidades,então se não fez dumping, ficamos a saber que em 100 euros de compras que fazemos lá, 50% é lucro...

 Outra curiosidade é o facto do Pingo Doce tanto nos encher a TV, com a seguinte publicidade:"No Pingo doce, não há promoções, nem cartões, nem outras complicações. O Pingo doce tem os preços baixos, o ano inteiro.", então aquilo não foi uma promoção? Um pouco contraditória a política publicitária desta empresa.

 Cada um de nós tem a sua opinião nesta matéria, há que respeitar a opinião e actos de cada um, isso é democracia.

 Bem mas numa coisa fiquei eu com a certeza, pelo que vi neste acontecimento, se estoirasse uma terceira guerra mundial por exemplo, as pessoas matavam-se todas umas às outras, na corrida por mantimentos nas lojas, quando chegassem as bombas já estaria tudo morto...

 

 

Sinto-me:
Publicado por Miguel às 23:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Pingo doce, de volta às n...

. Pingo doce, Vilão ou hero...

. E que tal esta? Lool

. Ahahahhaha....

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

.Tags

. todas as tags